Scans e tradução da revista francesa Série FAN com Kristen

Confira abaixo os scans da revista Francesa ‘Série FAN’ mais o artigo traduzido:

 

Kristen Stewart, de Bella a Mallory
Além da Saga Crepúsculo, Kristen Stewart interpreta personagens fortes, como em The Runaways e em Welcome to the Rileys. O oposto da doce Bella, seu personagem Mallory é uma jovem prostituta, interpretada com o impressionante James Gandolfini.
Quando você tinha doze anos você já tinha sido marcada em ‘O quarto do pânico’. Hoje, com o fenômeno Crepúsculo você continua interpretando personagens diferentes como se você quisesse mudar a idéia que as pessoas tem sobre você…
Eu não estou realmente buscando por isso, é só que eu não sou Bella Swan! Em 2004 eu interpretei uma adolescente perdida que foi estuprada, e eu também estive em Into The Wild, você pode ver que eu sempre interpetei papéis diferentes, o fato de Twilight ser uma Saga e que possui cinco filmes dá a impressão que é a única coisa que eu faço,mas definitivamente não é verdade! Mas espere, eu amo interpretar Bella é só que eu sou capaz de interpretar muitos outros estilos! (sorri) Você só precisa assistir Welcome to the Rileys para entender. Eu interpreto uma prostituta que conhece James Gandolfini, um homem que está depressivo pela perda da filha, e ele lhe oferece dinheiro apenas para poder viver com ela, porque ela o lembra sua filha.

 

Como foi trabalhar com James Gandolfini?
Foi muito rico trabalhar com um ator como ele. Este filme é muito comovente, James obviamente tomou conta de mim muito bem enquanto estávamos filmando, ele fez as coisas mais fáceis. Não foi difícil passar por nossos personagens, era muito fluente! Eu tenho muito sorte de conhecer pessoas novas e viver todas essas aventuras cinematográficas intensas. Eu acho que eu nunca estive tão feliz! Eu estou ciente de que o que está acontecendo é particularmente único, talvez as coisas não serão assim para sempre então eu apenas vivo o momento!
O que foi mais difícil para você no set?
Eu acho que a coisa mais difícil foi o poli-dance, eu tive algumas aulas durante duas semanas, mas isso não foi o mais complicado, estar na frente de James em uma cena de sedução tão forte era emocionalmente estranho, porque nós tivemos uma relação de pai e filha no set, felizmente James sabia como me fazer sentir à vontade, ele agia como um pai de verdade, como seu personagem. E o diretor, Jake Scott, foi ótimo também, foi um prazer trabalhar com ele.

Fonte |

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: