James Gunn fala sobre a possibilidade de trabalhar com Kristen

Há muito tempo atrás saíram rumores sobre a possibilidade de Kristen trabalhar em um filme chamado An American Girl – vocês podem olhar a nota aqui. O diretor James Gunn, nessa recente entrevista, fala sobre a possibilidade de Kristen atuar em seu filme. Vale lembrar que faz tempo que não se fala desse projeto, mas o ponto de vista desse diretor é fundamental para conhecermos a história do filme e se – caso Kristen faça parte do elenco – valerá a pena assistir. Confira:

James Gunn queria apenas Kristen Stewart para “An American Girl”Rod conseguiu alguns ótimas atuações de seus atores em seusoutros filmes. Isso é por que ele deixa os atores adicionarem coisas, como ele mencionou ?

Eu sempre noticiei que os melhores diretores que escrevem, como Oliver Stone e Marty (Scorsese) escrevendo com Nick Peleggi, Rod, os Polish Brothers… ironicamente as pessoas que escrevem são as mais abertas para improvisão com atores. O primeiro pequeno filme que fiz, fiz um pequeno filme de 7 minutos, e eu estava tentando várias coisas diferentes porque se ficar melhor, você sabe, eu levo o crédito. Uma coisa que Rod faz, uma de suas técnicas que eu absolutamente amo e que eu irei pedir emprestado se eu fizer esse filme com Kristen Stewart chamado An American Girl, e nós estamos tentando conseguir o financiamento mas é claro que é sobre uma mulher que é uma heróina no Iraque, então quem em Hollywood gostaria de fazer esse filme ?… Talvez eu a farei uma lésbica. Brincadeirinha. Apenas sendo provocante.

(…)

Você falou sobre An American Girl, que trouxe tudo isso. É algo que você tenha escrito também ?

Não, não. Tim Metcalfe, que escreveu Kalifornia e The Hauting In Connecticut e assim por diante, ele tinha me mostrado esse lindo script que comprei, chamado An American Girl. E eu chamei Kristen Stewart antes dela ser famosa e disse que eu não faria esse filme com ninguém além dela.

Você já trabalhou com ela antes ?

Não, mas eu sabia dela porque conheço Sean (Penn) e ela estava em Into The Wild. E eu estava falando sobre dirigir um filme chamado Winged Creatures que eu senti que deveria ser lançado de uma certa maneira e eu tentei comprá-lo do escritor e ele foi feito e acabou sendo lançado direto em dvd e o produtor não quis me ouvir, o que é ótimo. A vingança é doce (risos). Mas eu tinha uma garota de 15 anos nisso e eu liguei para Dennis Quaid e ele disse que acabara de trabalhar com essa menina chamada Kristen Stewart, e Jodie Foster… eles todos falaram sobre o quão fabulosa essa menina era. Eu vi seus filmes e eu pensei que ela era fenomenal. Então eu a liguei e nós nos falamos por uma hora. Ela leu o script e surtou. Se você olhá-la quando dá entrevistas em press e perguntam “o que você quer fazer ?“, ela sempre diz “ eu quero fazer An American Girl, eu quero fazer An American Girl“.

(…)

O filme é sobre o quê ?

É sobre uma jovem mulher que é realmente destrutiva. É aquela época mágica de quando você tem a idade de Kristen, bem depois de quando sai da escola. Ela era nadadora e campeã de mergulho na escola e todas essas coisas. Agora é um ano depois e ela mora numa pequena cidade em Indiana e o lugar está morrendo: “rust belt”, NAFTA, recessão, e esse tipo de coisa. E ela está trabalhando numa mercearia e bebendo e se drogando demais, e ela está se mostrando na frente desse cara que gosta dela, e ela se envolve numa grande coisa de sexo com dois caras bêbados numa noite em uma pedreira. E é um grande incidente onde ela é gravada ao fazê-lo no telefone de alguém, sua reputação está arruinada e num capricho quando está bêbada, ela se junta à Marinha, o que ridículo. A parte irônica é que durante o caminho ela começa a aprender esses valores que ela não espera. São valores como “se você levar seu irmão, ele cuidará de você“. Não é como se ela fosse uma marinheira animada. Ela começa a ficar sóbria e a fazer a fazer as coisas muito bem e aí entra no Lioness Program, porque é inteligente. O Lioness Program é onde eles ensinam essas mulheres a falarem árabe, para situações de combate – mulheres no mundo muçulmano não ficam confortáveis ao falarem com soldados homens, mas falam com soldados mulheres, então essas mulheres aprendem a falar a língua deles e perguntariam se há alguma arma ou algo do tipo na casa. E ela faz isso. Bem, uma terrível tragédia acontece lá e quando ela volta para a cidade onde ela foi um desastre, ela reconstrói sua vida e acha, por meio dessa tragédia, um grande valor em si mesma. É “Coming home, best years of our lives” – uma parte da trilogia. É uma história fenomenal e marcaria uma vitória no Oscar por seu roteiro.

Fonte | Tradução: Jasmine – Equipe Kristen Stewart Sublime.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: